05 maio 2016

A Procura De Audrey

Eaí? Acabei de ler esse livro, mas não to sentindo nenhuma sensação diferente :'( Não, que não gostei, mas sim porque a fase Clímax de ler o livro já foi.
Mas, enfim, to aqui pra resenhar esse perfeitinho s2 (acho que nesse ano to com muita sorte de só ler livro bom!)
Bora.


Audrey é uma adolescente comum, igualzinha a tantas. Com 14 anos, estuda, se apaixona, entra em conflito com os pais, sonha, confia nas amigas. Até que começa a ser vítima de bullying. No início, parecia apenas uma pequena implicância, mas a provocação vai aumentando. Logo, a menina não consegue mais frequentar o colégio, nem ao menos sair de casa. O diagnóstico? Transtorno de ansiedade social, transtorno de ansiedade generalizada e episódios depressivos. 
Com a ajuda da Dra. Sarah, Audrey começa um lento, mas decisivo, caminho rumo à recuperação. E quando conhece Linus, parceiro de games do irmão, ela sente uma ligação. Seu sorriso de gominho de laranja é encorajador, e eles podem conversar sobre tudo: ansiedades, sonhos, medos. Ainda que de forma não muito convencional no início. Mesmo com as ressalvas da médica, a amizade se aprofunda — em meio a visitas ao Starbucks e pequenos desafios. Em pouco tempo, evolui para um romance que vai afetar toda a família. Por fim a normalidade parece apenas a um passo de distância. À procura de Audrey é um romance inspirador sobre família, primeiro amor e depressão
.

Nem preciso dizer o quanto Adorei, Amei, KIS! Tipo, é muito legal tudo que ela diz, assim, não é nada repetitivo ou aquela depressão toda, é normal, sem muito drama (ainda bem).
Posso dizer que o pecado com esse livro, foi o Linus. Eu me perguntei por toda a leitura porque ele não existe, e porque não está aqui do meu lado. Afff, chateada, ele é tão Amor Da Minha Vida!
Eu também adorei muito o Frank, e me derreti pelo Felix, deu até vontade de gostar de criança e de adolescentes sarcásticos e complicados <3
Lembro, quando estava no Clímax, que me envolvi tanto na história, que quando não estava mais lendo pensava que eu era a Audrey, estava na vida dela haha. Que loucura.
(Acho que to falando de várias coisas sem conexão, desculpa, mas eu tenho essa mania)
Ah, e fiquem de olho nessa autora e me parece que tem uma espécie de continuação ou reedição do livro (é mais provável que seja continuação), louca aqui para ler mais livros da autora <3
-----------------------------
Acho que é isso, espero que o post não tenha ficado uma bosta, é que tá noite e to com uns probleminhas na cabeça, sorry qualquer coisa. Beijos s2




Nenhum comentário:

Postar um comentário