07 janeiro 2017

Filme 10 Year Plan



Oi gente, hoje vou resenhar esse filme romântico com temática LGBT, eu gostei muito dele, mesmo sendo um pouco clichezão homem-branco-musculoso haha, mas tudo bem é muito bom.

O que acontece no filme

Os melhores amigos Brody e Myles sempre estão solteiros, Brody porque não quer namorar nem casar com ninguém e Myles porque é um romântico incorrigível - assim afirma Brody - e todos os homens acabam se sentindo sufocados e caem fora. Sim, eles são gays e depois de mais um pé na bunda do Myles os dois prometem que se há dez anos, com 35 anos, eles estiverem solteiros, eles vão se casar.
Passou-se nove anos, dez meses e 29 anos e o atual namorado de Myles termina com ele e Brody continua pegando todos com a ajuda do aplicativo Grindr, mas nenhum dos dois esqueceram o acordo, então temendo cumpri-lo e ficar com alguém pelo resto da vida Brody tenta arrumar alguém para Myles, e o amigo acha alguém no tal aplicativo mas Brody começa a sentir certo ciúmes, e da match no mesmo namorado do amigo, o Hunter que se apresenta com outro nome, sem saber e fica com ele - nos primeiros instantes - mas depois descobre e sai da casa do tal Hunter. 
Os melhores amigos brigam, e Myles decide ir embora, porém, os dois estão mais apaixonados do que pensam. 


O que achei

O filme tem uma hora e meia de duração e é perfeita para você assistir numa tarde de tédio e dar umas risadinhas - não é a comédia mais brilhante desse mundo, mas tem bom humor - e deixa uma expectativa maravilhosa no fim, tipo, todos sabem o que acontece no final, mas a forma é muito engraçada e dá uma agonia muito gostosa. O contexto também é legal, a amizade dos dois é muito goals e nos apegamos rápido aos garotos - pelo menos eu sim rs - e reparamos que Myles é um trouxa que sempre gostou do melhor amigo Brody. 
Acho que minha conclusão é essa: não é o romance que vai marcar minha vida, mas é muito lindo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário